O Rapidshare não é responsável por infringir direitos de Copyright

O RapidShare, serviço de armazenamento de arquivos mais famoso do mundo pode respirar alíviado, pois o Tribunal alemão de Recurso de Dusseldorf acaba de revogar uma sentença sobre a violação de direitos de autor. A acusação vem de um processo iniciado pela Capelight Pictures, uma empresa de aluguel de vídeos.

Poderá estar assim aberto um precedente jurídico histórico, pois o juiz do Tribunal de Recurso de Dusseldorf considerou que o RapidShare é absolutamente legal e entende que pouco se pode fazer para impedir que os usuários enviem conteúdos protegidos por copyright para os seus servidores, o que torna tudo muito mais fácil para o serviço de armazenamento.

É óbvio que podemos entender que nem tudo está claro no mundo da justiça, pois se para uns "tanto é ladrão o que rouba como aquele que fica ao portão" para outros nem por isso, como é este exemplo o caso.

Na minha opinião, penso que será questão de tempo até alguém revogue, de novo, esta sentença, pois assim tem ditado a experiência, pois de outra forma o Pirate Bay ainda estaria operacional!

Capelight Pictures: http://www.capelight.capevision.com/

RapidShare: http://www.rapidshare.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário